PDA

Ver Versão Completa : O Grande Almoxarifado - 15806º dia – 2ª bi-hora (ou capítulo 2)



AlexDoc
06-10-2016, 00:15
O grande almoxarifado


Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço.
Carl Sagan


15806º dia – 2ª bi-hora


Miro passou pela rotina de segurança que algum burocrata sádico tinha criado tinha criado há exatos 1857493 dias e não tinha parado de rir desde então. O circuito de TV do Almoxarifado tinha tudo gravado e passava reprises dos melhores momentos, quando o desgraçado repetia para si mesmo alguns dos dispositivos, gargalhando e engasgando na própria baba (era um tipo de molusco senciente de muitos braços vitaminado). O almoxarifado e seus colaboradores tinham certo orgulho (inconfessável) de terem a segunda risada mais longa do universo conhecido – a mais longa era ainda imbatível, de um físico de Ogle-Cooj-BLG-Dw0Lb (Miro pronunciava Boogie Woogie e deixava o resto com o plex), que tinha inventado a matéria escura e estava rindo sozinho desde então. Cada civilização nova que surgia e desenvolvia astrofísica só faziam piorar o deboche. Miro volta e meia era chamado para ir numa excursão com o pessoal da subseção para ver, mas preferia visitar outros abduzidos nas raras folgas. Era um saudosista, no fundo.
Depois de dezesseis pontos de controle, ter tido as impressões dos seus pés verificadas duas vezes, suas pupilas fotografadas três, passados pelo menos outros dois momentos estressantes com o plexicom flertando com as roletas eletrônicas, ele chega finalmente ao seu portal de trabalho, que dava acesso a todo o Almoxarifado, aliás, como qualquer outro funcionário ali. Era com alívio que via a placa preta com as letras rabiscadas em vermelho eletrônico-brilhante:
“What did I do to deserve such a fate I didn't really want to get involved in this thing”
Então Miro discava finalmente 43552663.
A única parte que ele realmente achava graça naquilo tudo é que depois disso ganhava acesso a um longo corredor com acesso a todo o complexo da subseção e para as passarelas públicas, melhor dizendo, o tal corredor era uma passarela pública, mas os funcionários tinham de passar pela identificação, porque... e aconteceu.
Todo dia quando pensava nisso o plexicom começava a rir e reproduzir, com precisão quadrifônica, os zóins do seu banheiro, então Miro perdia a paciência e o fio do pensamento. Porque gastar tempo com isso? Tinha um trabalho a realizar, ou pelo menos fingir que realizava.
Chegou na sua “sala”, que era um espaço no meio de um enorme passadiço, que logo que ele chegava ficava cercado por fachos de luz. Quase sempre ele ficava cantando uma canção de sua infância - não tinha teto, não tinha nada... – e dava um risinho, só por força do hábito, rir da própria piada.
Um balcão longo, como da sua casa, aparecia logo depois, do chão, e um banquinho corria atrás do seu traseiro. A diferença é que esse balcão chegava nele pela largura, e ele se deleitava apoiando os dois cotovelos, fechando os olhos de prazer.
— Valdomiro Reis dos Santos, há um produtivo trabalho a ser realizado sobre sua bancada!
— Já vou, encosto!
Olhou par a mesa e uma caixa branca se desmanchava – tudo que á sólido se desmancha, pensou distraído – e surge seu “trabalho” do dia. Uma cápsula de estase de cerca de um metro, branco-leitosa, cônica em cima e lisa, terminando num corte reto em baixo. Miro já tinha conhecido muitas espécies, grandes e pequenas, nesse tempo no almoxarifado, e sabia que ali dentro tinha um pobre-diabo qualquer abduzido sabe-se lá deus de onde, e tinha um pinguinho de respeito só por isso. Mas que a capsula de estase parecia um supositório de Itu, parecia.
— Resumo, plex.
— Espécie trípede, nível tecnológico 3, aeróbica respirador de oxigênio em 15% em 81% de argônio e 4% de nitrogênio com traços de gás sulfídrico como metabólito essencial. Estava confortável em um ambiente de 318,45 K°.
— E o que tem a ver o cú com as calças?


continua na próxima mensagem (http://www.tocadacoruja.net/forum/showthread.php/36340-O-Grande-Almoxarifado-15806%C2%BA-dia-%C2%96-2%C2%AA-bi-hora-%28ou-cap%C3%ADtulo-2-1%29?p=190861#post190861), que este tinha 6500 caracteres...

o cap 1 está aqui (http://www.tocadacoruja.net/forum/showthread.php/36050-O-Grande-Almoxarifado-15806%C2%BA-dia-%C2%96-1%C2%AA-bi-hora-%28ou-cap%C3%ADtulo-1%29?highlight=almoxarifado)

gu1le
07-10-2016, 22:51
Estou acompanhando a saga. Desperta curiosidade e é muito bem humorada. Legal!


:)

AlexDoc
07-10-2016, 23:49
Estou acompanhando a saga. Desperta curiosidade e é muito bem humorada. Legal!


:)

Obrigado, gu1le. Quem sabe o que virá ( eu mesmo estou tentando descobrir...)

- - - Updated - - -


Estou acompanhando a saga. Desperta curiosidade e é muito bem humorada. Legal!


:)

Obrigado, gu1le. Quem sabe o que virá ( eu mesmo estou tentando descobrir...)

- - - Updated - - -


Estou acompanhando a saga. Desperta curiosidade e é muito bem humorada. Legal!


:)
Valeu, gu1le!

Coiso
08-10-2016, 21:45
Miro sempre bem-humorado! kkkkkk...
(Ah, se fosse eu nesse Grande Almoxarifado... ia fuçar tudo até ser demitido! :lol:)

E como não rir do "supositório de Itu"? Na boa, está genial, AlexDoc, parabéns!